Paralelas…

A inteligência é um dom muito valioso, porém, a esperteza pode custar muito caro.

Por muitas vezes temos vontade que imaginamos serem sonhos e por outras nossos sonhos se perdem em meio a pesadelos que provocamos. Dizem que não podemos controlar o que iremos sonhar, mas, com certeza podemos nos esquivar de nossos pesadelos. São as atitudes que promovemos que nos conduzem aos caminhos que seguiremos.

Um pedaço de carvão precisa sofrer uma enorme pressão para que possa se tornar um belo diamante. Mas os diamantes não estão em todos os tipos de carvão, alguns simplesmente se transformam no mais comum, em cinzas.

A inteligência é uma virtude a esperteza uma virtuosidade.

Conhecer os riscos e agir de forma a que eles sejam mínimos requer destreza e vivacidade. Arriscar tudo imaginando que os riscos sempre existirão é o mesmo que colocar preço em tudo, sabendo que o mais importante são os valores.

Preço é tudo aquilo que pode ser negociado, mas os valores são aquilo que não podemos por a venda.

É possível se pedir emprestado tudo que é palpável e que pode ser reposto caso se quebre, mas aquilo que pode apenas pode ser sentido não tem estoque e ao se esgotar simplesmente acaba, se vai, é finito e fica apenas o seu rótulo impresso na alma.

A esperteza é uma forma de se achar inteligente sendo que a própria inteligência não precisa ser esperta para ficar evidente.

Uma taça de cristal será apenas um copo de vidro nas mãos de quem não lhe dá o valor.

Um sonho não se imagina, um sonho se constrói. Os sonhos são as realizações de nossos bons pensamentos, enquanto o pesadelo são os atos sem pensar.

Tudo se finda neste mundo, só o que fica é aquilo que trazemos e levamos EM nós.

One thought on “Paralelas…

  • 19/10/2010 em 08:16
    Permalink

    Parabens pelo trabalho, pessoas como vcs é que fazem a diferença em nosso bairro.
    Darlan.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *